Indicador é ferramenta de Gestão
Projeto Indicadores do Concreto » janeiro 15, 2018

Arquivos Diários: janeiro 15, 2018

Concreto Construção

Tudo sobre concreto resfriado

Published by:

Já sabemos que a mistura dos agregados do concreto gera energia térmica por conta das reações químicas. Essa energia pode ser imperceptível ou chegar a altas temperaturas que podem interferir na resistência da peça final.
Por isso, surgiu a necessidade do resfriamento do concreto, que ajuda a evitar alguns problemas e garantir o resultado final do serviço entregue.
Existem algumas opções de resfriamento:

  • Resfriamento de concreto com gelo
  • Resfriamento de concreto com água corrente
  • Resfriamento do concreto com nitrogênio

Resfriamento de concreto com gelo

O gelo pode ser um grande aliado para evitar futuros problemas. O concreto tem a tendência de retração após a secagem da peça e a diminuição da sua temperatuda, isso pode causar trincas quando as reações químicas geram um calor mais alto durante a mistura. Por isso, a necessidade de diminuir a temperatura gerada: é um procedimento que evita trincas, economizando tempo e dinheiro.

Ao trocar parte da água da mistura por gelo em escamas, é possível reduzir a temperatura do momento da aplicação, diminuindo, assim, os riscos provenientes do processo de esfriamento e secagem. Em algumas obras são utilizados cubos ou cilindros de gelo comprados no mercado, porém, o material nesse formato demanda maior tempo de mistura para a diluição completa.
A quantidade de gelo na mistura vai depender da temperatura a ser atingida, o que consequentemente tem a ver com a quantidade dos agregados a serem utilizados no traço. Por exemplo, para peças de maior resistência, a energia térmica gerada é maior, o que pede um resfriamento adequado. Há um cosenso no mercado de que o tempo médio de resfriamento com gelo gira em torno de 15 a 20 minutos, dependendo dos componentes da mistura e suas quantidades.

Resfriamento de concreto com água corrente

Nesse caso, o resfriamento do concreto é feito com a passagem de água gelada por caminhos internos da peça. Assim que o concreto é lançado, é feita a passagem da água até chegar na temperatura desejada. É um processo pouco comum no país, mas muito utilizado internacionalmente. Também pode ser chamado de pós- refrigeração.

Resfriamento de concreto com nitrogênio

O resfriamento por nitrogênio é uma aposta de uma líder de mercado. Por ser um produto que já se encontra sob baixas temperaturas, essa solução acelera o processo de cura da peça para uma média de 6 a 7 minutos até atingir a temperatura ambiente. Através de um equipamento próprio, o gás é aplicado diretamente na betoneira, tornando todo o processo mais simples e eficaz, por ser automatizado.

A incidência de fissuras no concreto após a secagem é maior em obras de grande porte, porém, pequenos blocos também sofrem dessa patologia e podem necessitar de resfriamento. É importante efetuar os cálculos de tensões de origem térmica corretamente, para decidir sobre a necessidade do resfriamento, eliminando as chances de investimentos desnecessários em uma solução de cura do concreto.

Fonte: http://concreblog.com.br/

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×